Carlos Alberto Ribas

Foto: Carlos Alberto Ribas. Fonte: Instituto Histórico e Geográfico – Cadernos Jaguarenses Vol: 3

Carlos Alberto Ribas, nasceu em 19 de julho de 1906 na cidade de Jaguarão. Filho de Francisco Ribas Júnior e Dona Ivanoska Palma Ribas. Perdeu seu pai com um ano de idade, herdando assim algumas propriedades rurais no município de Pelotas.

Concluiu o primário na cidade de Jaguarão, e mudou-se com sua família para o Rio de Janeiro, onde concluiu o ginasial e científico. Aos 19 anos retornou ao Rio Grande do Sul para passar suas férias na fazenda de seu tio, e a partir daí decidiu permanecer no estado e dedicar-se a pecuária nas propriedades de sua mãe na cidade de Herval. Em 1930 casou-se com Dona Isabel Correa, com quem teve quatro filhos.

Mesmo não sendo político, em 1940, Carlos recebeu a visita de um enviado do então Interventor do Estado do Rio Grande do Sul, General Oswaldo Cordeiro de Farias, que intimou-o a comparecer ao Palácio Piratini, em Porto Alegre, para uma audiência. Nesse encontro, Cordeiro de Farias convidou Carlos a ocupar o cargo de Prefeito Municipal de Jaguarão. Com isso, Alberto Ribas foi o quinto prefeito municipal de Jaguarão. Seu mandato ocorreu de 09 de setembro de 1941 a dezembro de 1943, quando pediu exoneração de seu cargo, apesar do clamor da população que era contrária a sua decisão.

Em sua gestão ocorreram grandes conquistas no município, como a arborização da rua 27 de Janeiro e da Praça Dr. Alcides Marques, além da pavimentação das ruas 27 de Janeiro e XV de Novembro.

No campo da educação, Ribas fez uma grande conquista. em 1942, trouxe o estabelecimento de ensino ginasial Instituto Porto Alegre (IPA), que carinhosamente foi chamado de “Ipinha”.

Em 1950, Carlos foi Provedor da Santa Casa de Jaguarão e seguiu participando ativamente de entidades e agremiações voltadas para a agricultura e pecuária de Jaguarão e municípios adjacentes. Ele também ajudou na campanha para arrecadação de fundos para construção de um hospital na cidade de Herval, onde doou uma quantia significativa para a construção do mesmo.

No dia 22 de outubro de 1966, durante uma festa em sua homenagem na cidade de Herval, Carlos sofreu um ataque cardíaco e faleceu. Tal acontecimento comoveu muito a população de Herval e Jaguarão. Foi sepultado em sua cidade natal no Cemitério das Irmandades.

Como homenagem a esse grande homem que tanto fez pelo nosso município, uma rua e um educandário foram batizados com seu nome. O antigo “Ipinha” passou a denominar “Colégio Comercial Carlos Alberto Ribas”, e atualmente chama-se “Colégio Estadual Carlos Alberto Ribas”.

 

Referências Bibliográficas: MARISTEL PEREIRA MAINARDI – CARLOS ALBERTO RIBAS NA HISTÓRIA DE JAGUARÃO; 1986 

Instituto Histórico e Geográfico de Jaguarão – Cadernos Jaguarenses. Volume: 3;  Autor: Vagner Pacheco dos Santos. (O livro Cadernos Jaguarenses Volume 3 pode ser adquirido no Instituto Histórico e Geográfico – R. Mal. Deodoro, 874 – Telefone: (53) 3261-9063)