Projeto sobre Educação Sanitária encaminha proposta para Jaguarão

O projeto Educação Sanitária: Construindo Caminhos junto com a Socioeducação, formulou novas propostas para a educação infantil e qualificação do trabalho desenvolvido em reunião com a Secretaria Municipal de Educação e Desporto de Pelotas. O projeto tem se expandido para os municípios da região sul ao longo dos anos, e surgem novas adesões ao projeto que teve inicio em 2010.

 

As atividades iniciaram em Pelotas, onde foi realizada uma palestra para alunos em medida socioeducativa na Escola Estadual Dom Antonio Zattera.

Em Arroio Grande, ocorreu um encontro para professores de Ensino Infantil, marcando o retorno das atividades no município. Além disso, o evento contou com a presença de profissionais interessados em inserir ações lúdicas e palestras para pais, baseando-se nos conteúdos da SEAPI ministrados para outras faixas etárias.

 

Nos próximos dias, Arroio do Padre terá implantado oficialmente as primeiras atividades de educação sanitária através de um encontro de formação para professores de cinco escolas.

 

O projeto prevê que ainda neste ano ocorrerão ações para atender os municípios de Arroio Grande, Cerrito, Pelotas, Pedro Osório, Jaguarão, Herval, Pinheiro Machado, Morro Redondo, Arroio do Padre, Piratini, Rio Grande e São Jose do Norte.

Para suprir as necessidades do projeto, a regional de Pelotas contará com algumas atividades junto com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), Reserva Biológica do Mato Grande (Rebio) e o curso de pós-graduação em Parasitologia da UFPel.

Sendo Neila Vieira, coordenadora dos projetos de educação sanitária na regional de Pelotas, a equipe está motivada com as novas modalidades e implantações, e focada na preparação do material educativo para o ensino infantil.


Este projeto é muito importante não só para a região sul como para todo estado e até mesmo para todo o país, já que o saneamento básico é uma necessidade fundamental para a população e muitas vezes precário nos municípios.

Tal projeto seja de grande valia se realmente aplicado no município de Jaguarão, já que desenvolverá o senso crítico e a educação ambiental não só aos alunos como também aos pais e professores, que poderão cada vez mais abordar tal temática em sala de aula.

 

Fonte: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação do RS