Funcionário de escola particular é preso por suspeita de abusar de pelo menos seis alunas

O funcionário de uma escola particular de Jaguarão, no sul do Estado, foi preso por suspeita de abusar sexualmente de ao menos seis alunas da instituição. O caso chegou à Polícia Civil por meio do relato da mãe de uma das alunas, na semana passada. A titular da Delegacia de Jaguarão, Juliana Garraztazu Ribeiro, confirmou que seis mães procuraram a DP relatando o abuso sexual.

— Segundo o relato das vítimas e dos pais, não houve conjunção carnal, a concretização do sexo entre ambos. Houve, sim, segundo as seis mães que ouvimos, ato libidinoso por parte do funcionário da escola.

De acordo com a policial, o homem, de 47 anos, será indiciado por estupro de vulnerável. A delegada Juliana fez o pedido de prisão preventiva à Justiça, que determinou que ele fosse levado ao Presídio Estadual de Jaguarão, onde está detido desde 24 de agosto.

Não foram feitas buscas na casa do suspeito. A prisão foi sustentada em cima dos relatos dos pais. O inquérito deve ser concluído até a próxima segunda-feira (3). Em depoimento, o homem nega que tenha cometido os crimes.

GaúchaZH não divulga o nome da escola nem do funcionário preso para preservar a identidade das vítimas. A mais jovem tem 12 anos.

Fonte: Gaúcha ZH